Crítica e Século das Luzes

No século XVIII, com o surgimento da chamada Filosofia das Luzes, dando importância capital à reflexão, começam a se desenvolver as atividades críticas até então muito limitadas pela obediência aos preceitos da Antigu?idade. No contexto francês, destacam-se as figuras de Diderot e Rousseau que, além...

Descripción completa

Detalles Bibliográficos
Autor principal: Mello, Maria Elizabeth Chaves de
Formato: Artículo publishedVersion
Lenguaje:Portugués
Publicado: Programa de Pós-graduação em Letras 2016
Materias:
Acceso en línea:http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/terraroxa/article/view/24689
http://biblioteca.clacso.edu.ar/gsdl/cgi-bin/library.cgi?a=d&c=br/br-038&d=article24689oai
Aporte de:Red de Bibliotecas Virtuales de Ciencias Sociales (CLACSO) de Consejo Latinoamericano de Ciencias Sociales Ver origen
Descripción
Sumario:No século XVIII, com o surgimento da chamada Filosofia das Luzes, dando importância capital à reflexão, começam a se desenvolver as atividades críticas até então muito limitadas pela obediência aos preceitos da Antigu?idade. No contexto francês, destacam-se as figuras de Diderot e Rousseau que, além de escreverem obras de ficção, também pensam sobre a atividade artística em termos de sua conceituação e da função a ela atribuída pela sociedade.