Até aos confins da terra : o movimento ecumênico protestante no Brasil e a evangelização dos povos indígenas

O desafio missionário impôs-se primeiro à própria casa dos discípulos de Jesus Cristo (Jerusalém) e foi progressivamente estendido à imensidão. Assim, à medida que o mundo foi sendo descoberto/conhecido, sobretudo a partir do século XVI, os confins da Terra foram se tornando incomensuráveis, vastos...

Descripción completa

Detalles Bibliográficos
Autor principal: Gonçalves, Carlos Barros - Autor/a
Formato: Text draft Libro
Lenguaje:Por
Publicado: Editora UFGD 2017
Materias:
Acceso en línea:http://biblioteca.clacso.edu.ar/gsdl/collect/br/br-053/index/assoc/D13241.dir/pdf_51.pdf
Aporte de:Red de Bibliotecas Virtuales de Ciencias Sociales (CLACSO) de Consejo Latinoamericano de Ciencias Sociales Ver origen
Descripción
Sumario:O desafio missionário impôs-se primeiro à própria casa dos discípulos de Jesus Cristo (Jerusalém) e foi progressivamente estendido à imensidão. Assim, à medida que o mundo foi sendo descoberto/conhecido, sobretudo a partir do século XVI, os confins da Terra foram se tornando incomensuráveis, vastos e mais desafiadores para os cristãos e suas instituições. No interior dos sertões do Brasil estavam os indígenas. Eram, pois, seres distantes não só geográfica, mas também historicamente. Eles precisavam crer e serem salvos. Assim, os confins da Terra se estendiam, para as igrejas protestantes do Brasil, nas paragens ocidentais do seu próprio país.