Incubação em Assentamento de Reforma Agrária: límites e avanços no Assentamento Paulo de Faria (Prata-MG)

Os trabalhadores rurais assentados não lutam apenas pela posse da terra, mas por torná-la produtiva e sustentável. A ex-periência mostra que a união em cooperativas ou associações auxilia nesse processo, no entanto, não se deve esquecer a im-portância da capacitação para a produção e para a comercia...

Descripción completa

Detalles Bibliográficos
Autores principales: Betanho, Cristiane, Kamimura, Renato
Formato: article
Lenguaje:Portugués
Publicado: Kelly Pereyra 2017
Materias:
Acceso en línea:http://hdl.handle.net/11086/4972
Aporte de:Repositorio Digital Universitario (UNC) de Universidad Nacional de Córdoba Ver origen
Descripción
Sumario:Os trabalhadores rurais assentados não lutam apenas pela posse da terra, mas por torná-la produtiva e sustentável. A ex-periência mostra que a união em cooperativas ou associações auxilia nesse processo, no entanto, não se deve esquecer a im-portância da capacitação para a produção e para a comercialização dos seus produtos. A incubação pode auxiliar o processo. O presente trabalho tem como objetivo apresentar as experiências práticas de produção no Assentamento Paulo de Faria, in-cubado pelo Cieps – Centro de Incubação de Empreendimentos Populares Solidários, da Universidade Federal de Uberlândia (UFU-MG). Metodologicamente, é uma pesquisa descritiva exploratória, que busca, por meio de dados qualitativos, refletir sobre a im-portância do processo de incubação no que tange vencer limites e promover avanços em relação à capacitação dos agriculto-res-empreendedores à luz da Economia Solidária.